quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Diva em apuros


Uma matéria minha saiu hoje no site "Minha notícia", do IG. A reportagem é sobre a pesquisa que está disponível no site da cantora carioca Manu Santos. Ela quer ajuda para escolher a capa do 1º CD dela:

A cantora Manu Santos disponibilizou no seu site uma pesquisa para saber a opinião do público sobre como deve ser a capa do seu primeiro CD. No questionário, a cantora faz perguntas sobre preferência musical, quantidade de discos comprados e de shows assistidos nos últimos meses, além de perguntas mais específicas sobre a capa do CD, como a cor e o tipo de foto que deve ser usada. O objetivo é conhecer quem está opinando, para fazer um disco mais perto do gosto de seu público.

Leia a matéria completa aqui.

E-mails para Clarice


O ator e escritor Julio Corrêa lança, nesta quarta-feira, 30, seu terceiro livro, “E-m@ils para Clarice: ensaio sobre o medo de amar”. O evento acontece na Livraria da Travessa do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), a partir das 18h. A livraria fica na Rua 1º de Março, 66 – Centro, RJ.

O livro conta a história de um personagem que, diante do seu não-entendimento do mundo e das questões do sentir, trava um diálogo com a escritora Clarice Lispector, através de e-mails. O narrador se apropria dos títulos dos livros de Lispector, à medida que vai construindo a sua prosa, para contar ao leitor a sua dor de existir em um mundo repleto de conceitos contraditórios. É Clarice a primeira ouvinte desse ser perdido que vive em busca da compreensão de si mesmo e do outro: um alguém confuso e com medo de amar o desconhecido.

Além de ator, escritor e poeta, Julio, que também é militar da Marinha, coordena o Concurso de Poesias da Casa do Marinheiro (Prêmio Suboficial João Roberto Sobral). Seus outros dois livros publicados foram “Substantivo Desvairado-Sedutor” (2006) e “Íntimas Sensações” (2003), ambos de poesia.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

João Pinheiro & Manu Santos cantam Chico & Bethânia


Os cantores João Pinheiro e Manu Santos apresentam, nesta sexta-feira, o show João Pinheiro & Manu Santos cantam Chico & Bethânia. O show acontece às 21h na Lona Cultural Hermeto Pascoal, em Bangu.

Em plena ditadura militar um show histórico marcou a MPB. Foi no Canecão, em 1975, quando Chico Buarque, compositor de melodias densas, contestador, e Maria Bethânia, cantora dramática de voz poderosa, fizeram juntos um espetáculo em uma longa temporada que resultou na gravação de um LP: “Chico Buarque e Maria Bethânia Ao Vivo”.

Trinta e quatro anos depois, João e Manu refazem o mesmo repertório do disco. Clássicos de Chico, Ruy Guerra, Paulinho da Viola, Raul Seixas, Paulo Coelho, Haroldo Barbosa, Lupicínio Rodrigues, Luis Reis, Herivelto Martins, David Nasser, Hermínio Bello de Carvalho e Sueli Costa servem de texto para contar a história de um casal de sambistas, seus encontros e desencontros, tudo terminando em pleno carnaval.

Manu e João apresentaram esse show na Sala Baden Powell, em agosto, e tiveram uma resposta positiva do público, que cantou junto com a dupla. O show é puro luxo, com direito a troca de roupa e interpretações marcantes desses grandes clássicos.

Manu está em processo de gravação de seu primeiro CD. Voz intensa e timbre marcante, a cantora dá um toque pessoal a cada nota que canta, mesmo nas músicas mais conhecidas. Ouvir Manu, não é ouvir algo óbvio, mas um som envolvente e arrebatador.

Já João está em processo de gravação de seu terceiro CD, “Entrenós”, um disco de duetos entre o cantor e músicos como Edu Krieger, Ana Costa, Fred Martins, Eliana Printes e Rita Ribeiro. Além disso, o cantor está com duas músicas na trilha sonora da novela “Caras e Bocas”. Elas estão no seu segundo CD, “João canta Sade”, disco no qual João faz releitura de hits da cantora anglo-nigeriana Sade Adu, em ritmos latinos como samba, a ciranda,a bossa e o tango.

Para quem quiser se encantar com a dupla, a Lona Cultural Hermeto Pascoal fica na Praça 1° de Maio, s/n – Bangu – RJ.

Luanna Belini faz show em São Paulo


A cantora paranaense Luanna Belini se apresenta hoje no Espaço Cultural do Bar Fim de Mundo, em São Paulo. Luanna estará acompanhada do pianista e compositor Beto Bertrami, além de Rudy Arnaut (Guitarras), Airton Fernandes (Baixo) e Lael Medina (Bateria). O show será às 23h.

Luanna inicou sua carreira musical cedo, como baterista de uma banda feminina. Em seguida, estudou violão e o seu canto sempre ali, no canto, tímido, aos poucos foi entrando em cena e tomando as rédeas de uma carreira. Com o músico e compositor Nevilton, Luanna cantou por cinco anos nos principais bares e casas noturnas de Umuarama - PR e região. Além disso, Luanna trabalhou também com alguns musicais.

Agora, morando em São Paulo, Luanna tem se apresentado em bares da cidade, fazendo diversas releituras, além de cantar músicas autorais. Sua voz, de timbre claro e envolvente, dá novos tons a grandes clássicos que vão da bossa de Tom Jobim em “Falando de amor”, ao rock de “Teatro dos Vampiros”, da Legião Urbana.

A cantora está em processo de pré-produção de seu EP, que tem direção de Beto Bertrami.

O bar Fim do Mundo fica na Rua Alfredo Pujol, 403 - Santana - São Paulo – SP. Mais informações pelo telefone (11) 2281-0320.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Fim de semana com as Mulheres de Chico


O bloco carioca Mulheres de Chico faz dois shows no Rio de Janeiro neste fim de semana. Na sexta-feira, 25, o grupo sobe ao palco do Posto 8 (antigo Mistura Fina), em Ipanema. No sábado, 26, o MDC agita os malandros e cabrochas da Lapa, num show no Estrela da Lapa.

Idealizado por Gláucia e Vivian no carnaval de 2003, o MDC é formado por cerca de 30 batuqueiras, algumas integrantes de outros blocos cariocas. No repertório, apenas canções daquele que mais entende da alma feminina: Chico Buarque.

Para quem quiser comparecer aos shows no clima do Mulheres de Chico, camisas podem ser encomendadas através do e-mail
michelerum@gmail.com. Adesivos também estão à venda.


Serviço:
Posto 8, 25/9, Sexta:

Preço único: 20,00 (Não haverá lista-amiga)
Abertura da casa: 22 hs. Show às 23 hs
Av. Rainha Elizabeth 769 - Ipanema. Informações: (21) 2523-1703

Estrela da Lapa, 26/9, Sábado:
- Av. Mem de Sá, 69, Lapa, Rio de Janeiro, RJ.
Reservas/promoção para aniversariantes diretamente através do telefone (21) 2507.6686.

- Abertura da casa às 21h, show previsto para as 23h. DJ antes e depois do show!
- Ingresso: R$ 30,00; R$ 25 (300 primeiros); R$ 21,25 - Assinante o O Globo; R$ 15 - meia; R$ 20,00 - LISTA AMIGA*.

*Para garantir o desconto da LISTA AMIGA, basta enviar o nome/sobrenome para atendimento@estreladalapa.com.br até as 17h do dia 26/09.

(Também serão incluídos na lista amiga os nomes enviados para contato@mulheresdechico.com.br ou para o tópico lista amiga estrela na comunidade MDC do orkut até as 12h do dia 26/09.)

- Pagamento da entrada somente em dinheiro. Desconto da lista-amiga vale até a meia-noite.

Expomusic

A partir desta sexta-feira, as portas da 26ª edição da Expomusic se abrem para o público. O evento, que teve início no dia 23, reúne astros internacionais e nacionais da música, mais de 200 expositores com produtos, workshops, tarde de autógrafos e muitos negócios realizados.

Além disso, o evento vai servir para divulgar ainda mais a nova lei federal, que obriga a inclusão do ensino musical na disciplina de Artes no Ensino Básico. As últimas novidades tecnológicas da indústria musical também aparecem como uma das atrações da feira.

Será possível conferir também uma exposição em homenagem a música clássica. O Conservatório Villa-Lobos organiza a mostra 50 anos sem Villa-Lobos. E como o evento se trata exclusivamente de música nada mais justo do que um espaço para apresentações. No Music Hall, vários pocket shows acontecem de sexta até o domingo, último dia do evento.

A Expomusic acontece no Expo Center Norte, que fica na Avenida Otto Baumgart, s/nº Vila Guilherme - São Paulo, SP.

Diversidade marca presença no XVI Festival de Música Instrumental da Bahia


A primavera chega com mais luzes, sons e ritmos este ano, em Salvador, com a realização da décima sexta edição do Festival de Música Instrumental da Bahia. O evento acontece entre os dias 24 e 27 de setembro, no palco principal do Teatro Castro Alves.

Serão doze atrações, entre artistas baianos e convidados especiais de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco, com uma variedade de gêneros e estilos que vão do jazz ao samba, do forró ao frevo, experimentação e pesquisa, numa vitrine musical que destaca os novos talentos e também traz para o público nomes já consagrados. A programação terá ingressos a preços populares de R$ 10,(inteira) e R$ 5, (meia), com três apresentações por noite, sempre a partir das 20 horas.

Na noite de abertura, o convidado especial é a Orquestra Rumpilezz, lançada no Festival há três anos, pelo maestro e compositor Letieres Leite. Além dos convidados especiais, o Festival selecionou de um total de 50 inscritos oito solistas e bandas da Bahia, que trazem trabalhos inéditos e retrospectivas.

O Festival é uma realização da Mil Produções Artísticas, com a curadoria do maestro Zeca Freitas e do pianista e ator Fernando Marinho. Apoio do Fundo de Cultura, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e Teatro Castro Alves. O Teatro Castro Alves fica na Praça Dois de Julho,s/n , Campo Grande – Salvador, BA.

Fonte: Teatro Castro Alves.

Programação:
24/09 (quinta-feira) - 20 horas
A Música dos pianistas de Salvador com Saulo Gama e Bira Marques Ceguêra de Nó Orquestra Rumpilezz (BA)

25/09 (sexta-feira) - 20 horas
Ivan Bastos e Banda Orlando Costa Jaques Morelenbaum e Cello Samba Trio (SP)

26/09 (sábado) - 20 horas
Maria Mitouzo e BandaF. A. & a ClaveTrio 202 (RJ)

27/09 (domingo) – 20 horas
Julio Caldas e Cassio Nobre – Viola de ArameLuizinho Assis & Grupo Spok Frevo Orquestra (PE)

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Influência da Bossa


A “Miss Ritmo” Thaís Motta e Marvio Ciribelli apresentam o show “Influência da Bossa”, nesta quinta-feira, no Teatro Posto 6, em Copacabana. O show contará com a participação do compositor e cantor Marcio Montserrat.

No repertório, arranjos para "Até o Fim" (Chico Buarque) e A Banca do Distinto (Billy Blanco). Marcio Montserrat canta com Thaís uma composição sua chamada “Garota de Copacabana”, lembrando, é claro, a força da música Garota de Ipanema, levada para a atualidade de Copacabana. Além destas, o show conta com músicas de Tom Jobim, Baden Powell, Paulo Cesar Pinheiro, entre outros.

Thaís lançou recentemente seu CD de estréia, “Minha estação”, que mostra que a cantora veio para ficar. Ela canta música brasileira de muita qualidade, e, por isso, ela encanta; encanta por sua personalidade musical, por sua presença, por seu ritmo. Não é à toa que ela ganhou o apelido de “Miss Ritmo” de Marcio Bahia, baterista de Hermeto Pascoal.

O show “Influência da Bossa” será às 20h, e os ingressos custam R$20 (inteira) e R$10 (meia). Para quem ligar para (21) 2287.7496 ou 9348.6644 até às 14h de quinta-feira paga R$10,00. O Teatro Posto 6 fica na Rua Francisco Sá, 51 – Copacabana, RJ.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Rock por Elas


Termina hoje as inscrições para o projeto Rock Por Elas. Mostrando que o rock também faz parte do universo feminino, o projeto tem por objetivo de reafirmar a força e o papel das mulheres na cena independente. Serão escolhidas quatro bandas, que farão shows em outubro, na Drinkeria Maldita, uma das casas do conceituado Grupo Matriz - situada na Rua Aires Saldanha, 98. Copacabana - Rio de Janeiro.

Cada festa contará com um show de uma banda selecionada e um DJ tocando clássicos do rock feminino. Quem abre a festa é a banda Unidade Imaginária, organizadora do evento. Formada por Mariana Volker (voz, piano e guitarra), Valentina Zanini (baixo e backing vocal) e Leo Vilhena (guitarra e backing vocal), a UIM traduz, nos solos de guitarra do melhor rock’n’roll, a elegância da MPB, presente no piano e na voz melodiosa de Mariana.

A banda acaba de lançar um “aperitivo” de “Alquimia”, o álbum que virá. Esse pré-lançamento conta com cinco músicas que representam diferentes emoções e temas, numa linguagem própria que é explorada por todo o trabalho. As letras tratam dos sentimentos que fervilham nas relações amorosas, a música passeia pelas dúvidas, erros e acertos que todos temos. A mensagem central é que mesmo em finais pouco felizes, viver intensamente e aceitar os próprios sentimentos nos enche de esperança e força para levantar e seguir em frente, após os “foras” e quedas.

Para mais informações sobre a UIM e o Rock Por Elas, acesse o site: http://www.unidadeimaginaria.com.br/

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Música e fotografia numa só sintonia

Thiago Rabello
“Quando fotografo música, interligo as duas profissões ao máximo. Fotografo o show como se estivesse tocando junto”. Se uma imagem vale mais que mil palavras, uma foto tirada por uma cantora pode transmitir a alma desse “fazer musical”, através da sensibilidade de quem conhece “o outro lado”.

E, seguindo a tendência do profissional capaz de transitar por várias áreas, a arte também vem revelando esses talentos “multidisciplinares”. Na era da conectividade, flexibilizar é preciso. A cantora, compositora e fotógrafa paulista, Dani Gurgel, é um exemplo dessa diversidade.

Dani iniciou ainda criança seus estudos na música. Vinda de uma família musical – com mãe pianista e pai saxofonista -, ela ingressou em seus estudos musicais aos três anos de idade. Antes de se revelar como cantora e compositora, Dani passou muitos anos transitando pela música instrumental. Ela começou como saxofonista da big band da Universidade Livre de Música, regida por Roberto Sion. Também passou pela banda que acompanhava o Zimbo Trio, e foi baixista do grupo Quincas, com Tó Brandileone e Vinicius Calderoni. Neste último, desenvolveu suas composições em tempos de faculdade. Da passagem pelo instrumental, Dani afirma que aprendeu respeitar a todos como membros de um grupo só, e não como músicos acompanhantes. “Por isso me preocupo muito em dar espaço aos músicos que tocam comigo, pra solos, pra arranjo, pra idéias. O som é nosso, não meu”, diz ela.

A profissionalização na música veio na mesma época em que Dani também se profissionalizava na fotografia, por volta dos 14 anos de idade. Unindo as duas artes em sua vida, Dani tem na câmera fotográfica, mais um instrumento. Em seu currículo, ela tem fotos das capas dos discos de Mônica Salmaso (Noites de gala, samba na rua), Rafa Barreto (Rafa Barreto), Ray Kennedy (The Music of Arthur Schwartz), Tó Brandileone (Tó Brandileone), Quatro a Zero (“Choro Elétrico” e “Porta Aberta”) e Pau Brasil (2005).

Prosseguindo nessa ideia de “agregação”, Dani lançou o projeto “Dani Gurgel e Novos Compositores” que, não só apresentou Dani Gurgel como cantora e compositora, mas evidenciou a união de uma nova geração de músicos paulistas em busca de um mesmo espaço. “Acho que dessa maneira todos conseguimos mais, e juntos. Não podemos, nunca, ver o outro como concorrente. Somos aliados, isso sim”, conta.

Durante os espetáculos, Dani gravou um e.p. com quatro canções: uma própria e três que fizeram parte da série. O disco, apelidado ‘compacto’, não foi apenas um ensaio para a produção de um futuro ‘long-play’, mas um trabalho conciso, em tempos de distribuição digital, que abriu muitas portas para sua divulgação. O disco hoje está disponível para venda digital na Tratore.

Seu projeto autoral ‘Da Pá Virada’, de canções em parceria com Debora Gurgel, foi vencedor do Prêmio Nascente (Pró-reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo) em 2007, o que lhe rendeu uma série de shows pelos campi da universidade e um disco "Nosso", gravado com a ajuda financeira do prêmio recebido, com seu repertório baseado em novos compositores paulistanos.

E, no próximo sábado, 12 de setembro, Dani lança “Agora”, seu terceiro CD. Inspirado na série “Dani Gurgel e Novos Compositores”, e produzido por Thiago Rabello, o disco terá compositores considerados “novos” por terem no máximo um disco solo gravado. No disco, Dani convida esses compositores para participarem, cantando ou tocando seu instrumento em suas canções.

O show será às 21h no Auditório Ibirapuera, em São Paulo. O endereço é Av. Pedro Álvares Cabral s/nº - Portão 2. Mais informações pelo telefone (11) 3629-1075.